COMPRAR

TEMPO DE OUTONO NUNO PINTO clarinete ELSA SILVA piano Abril 2016 AWR 016 001 PRIMEIRA EDIÇÃO FONOGRÁFICA DE TODAS AS OBRAS
1. João Pedro Oliveira HOKMAH 2. Carlos Azevedo TEMPO DE OUTONO 3. Pedro Amaral ETUDE I - SUR LA PERMANENCE DU GESTE 4. Fernando Lapa DAS MARGENS DA LUZ 5. Miguel Azguime LE BLEU PROFOND 6. Miguel Azguime SON A TA DEMEURE 09:00 14:48 07:41 14:08 08:16 13:53
Total Time: 67:46 Sentimos a criação musical como um imperativo! Música nova? Sim, claro! Porquê? Porque sim! Precisamos dela como ela precisa de nós. Por isso, tinha mesmo que ser! E só música portuguesa? Claro! Pareceu-nos tão óbvio que a questão nem se colocou. As razões são mais do que muitas e todas óbvias. Música estranha? Talvez... Mas não será estranho tudo o que é verdadeiramente novo? Cada uma destas obras tem algo de especial que vale a pena, tocar e ouvir. E, por tudo isto e por mais alguma coisa que não se pode explicar, este disco vale a pena e faz sentido. Tinha mesmo de ser! Nuno Pinto
Nuno Pinto, clarinete Artista das marcas Buffet Crampon e Rico, Nuno Pinto é descrito pela imprensa como um “clarinetista de génio” (Daniel Babiloni), “brilhante” (Nicholas Cox) e “ao nível dos grandes virtuosos internacionais do instrumento” (Bernardo Mariano). Estudou clarinete com Saul Silva, António Saiote, Michel Arrignon e Alain Damiens, em Portugal e França e tem dedicado uma grande parte do seu trabalho à música de câmara e à música contemporânea, sendo membro fundador dos grupos de câmara Camerata Senza Misura, Trivm de Palhetas e Clarinetes Ad Libitum, tendo tocado também com alguns dos melhores músicos da atualidade. É ainda membro da OrchestrUtopica, do Grupo Música Nova e do Sond’Ar-te Electric Ensemble, para além de tocar em duo com a pianista Elsa Silva. Enquanto solista ou integrado em grupos de câmara e ensembles, esteve presente nas estreias de mais de 150 obras de 70 compositores e é dedicatário de várias obras. Foi solista com várias orquestras e tem participado em Festivais Internacionais de Música na Europa, América e Ásia.A sua discografia inclui gravações em áreas tão diversas como a música contemporânea, de câmara, ensemble, world music e jazz. É professor de Clarinete e de Música de Câmara na Escola Superior de Música e Artes do Espectáculo, no Porto. Elsa Silva, piano Elsa Marques Silva é natural do Porto. Iniciou os estudos musicais com seis anos de idade na Academia de Música de Vilar do Paraíso. Estudou na Escola Superior de Música e das Artes do Espectáculo do Porto, onde integrou a classe de Pedro Burmester. Concluiu em 2000 o Mestrado na Hartt School of Music da Universidade de Hartford (EUA), onde foi aluna de Luiz de Moura Castro. Frequentou várias masterclasses internacionais sob a direcção de professores como Helena Sá e Costa, Dmitri Paperno, Vitalij Margulis, Boris Berezowsky, Tânia Achot, Nina Svetlanova e Peter Eicher, entre outros. É laureada dos seguintes concursos nacionais: Prémio Helena Costa (2º prémio), Concurso de Interpretação do Estoril (2º prémio), Prémio Jovens Músicos (2º prémio) e Concurso de Piano da Covilhã (1º prémio). Internacionalmente, possui o galardão Concerto Awards – 1988 International Music Academy Piano Program – Kromeriz (República Checa), foi finalista do Emerson Quartet Competition e obteve o 2º prémio no Young Artist Piano Competition, Connecticut (EUA). Tocou como solista com a Orquestra Nacional do Porto, Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música, Orquestra do Norte, Orquestra do Algarve, Orquestra Sinfónica da Póvoa de Varzim, Remix – Orquestra de jovens e Orquestra Filarmonia das Beiras, colaborando com maestros como Meir Minsky, Ferreira Lobo, Osvaldo Ferreira, Nicholas Kok, Cesário Costa, Luís Carvalho e Jean-Marc Burfin. Realizou inúmeros recitais tanto a solo como em formações de câmara, em Portugal (CCB, Palácio da Bolsa, Universidade de Aveiro, Culturgest, Teatro Camões, Teatro Gil Vicente de Coimbra, Teatro Baltasar Dias – Madeira, etc.), Espanha, Reino Unido, Alemanha, Estados Unidos da América e Brasil. Gravou para a Numérica, Atelier de Composição e RDP. A sua discografia inclui um CD dedicado a obras de Schumann com o clarinetista Nuno Pinto, um CD com o trompista Bernardo Silva e outro inteiramente preenchido com a obra de Álvaro Salazar Estudos Incomunicantes para dois pianos, com a pianista Eugenia Chvets. Gravou também diversas obras contemporâneas para piano solo, das quais se destaca a peça de Fernando Lapa Três Cantos para uma Memória. É membro da OrchestrUtopica e do Sond’arte Electric Ensemble. Tem dedicado particular atenção à música contemporânea, participando em inúmeras estreias de compositores portugueses e estrangeiros.
Produção e Direção de Gravação Tiago Manuel da Hora Som Jorge Simões da Hora Edição Digital Tiago Manuel da Hora (1-4), Miguel Azguime (5-6) Masterização Jorge Simões da Hora Produção Executiva Vanessa Pires Design ARTWAY S Gravado no Auditório da FEUP - 6 e 7 de outubro de 2015 ℗ & © 2016 ARTWAY - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - 2016 - SPA