Camerata Atlântica

A Camerata Atlântica é um projecto musical idealizado pela violinista venezuelana Ana Beatriz Manzanilla, sua diretora artística. É constituída por excelentes músicos profissionais, unidos no propósito comum de interpretar com a maior fidelidade e dedicação possíveis diversos estilos e épocas musicais, através das sessões de trabalho individual e ensaios colectivos. A Camerata tem a flexibilidade de poder ser alargada em número de instrumentistas, dependendo do repertório a executar.

Após o seu concerto inaugural em Novembro de 2013, a Camerata Atlântica gravou um DVD promocional com obras de compositores da América Latina. Apresentou-se consecutivamente com grande sucesso nos Dias da Música desde 2014 no Centro Cultural de Belém, no Festival Internacional de Música de Leiria, no Festival de Música de Ourique, na Festival Experience da Universidade de Lisboa e no Grande Auditório da Fundação Gulbenkian no âmbito dos Prémios Jovens Músicos 2014. Contou com a participação do contrabaixista Edicson Ruiz como solista convidado e organizou masterclasses para jovens contrabaixistas. Na temporada de Música Gulbenkian 2015-16 apresentou-se no Grande Auditório com o trompetista Pacho Flores.

A Camerata Atlântica criou o Concurso Nacional de Cordas “Vasco Barbosa”, que contou com a sua primeira edição em 2015.

Em Maio de 2016 foi selecionada pela Antena 2 para interpretar “Fuga para a América Latina” no encerramento da série especial da União Europeia de Rádios intitulada “A influência da América Latina”, com posterior transmissão na Alemanha, Bulgária, Croácia, Espanha, Grécia, Hungria, República Checa e Roménia.

Em 2017 foi convidada para actuar na programação oficial de Lisboa Capital Ibero-americana da Cultura e realizar concertos em Espanha.

Recentemente a Camerata Atlântica editou o seu primeiro CD ao vivo intitulado “Fuga para a América Latina”.

Ana Beatriz Manzanilla | DIRECÇÂO ARTÍTSTICA

Conta no seu curriculum com uma extensa atividade musical, tendo atuado em recitais e concertos acompanhada pelas orquestras mais importantes do seu país - como a Sinfónica Simón Bolívar e a Orquestra Municipal de Caracas - e não só, como a Orquestra Nacional do Panamá, a Orquestra da Juventude de Munique, a Filarmónica Rhodanien de França e, em Portugal, a Orquestra Gulbenkian, a Orquestra Sinfónica Portuguesa, a Orquestra do Algarve, a Sinfonietta de Lisboa e a Orquestra Clássica do Centro. Apresentou-se também na Colômbia, Argentina, Costa Rica, Espanha, Itália, Inglaterra, Alemanha, Polonia, Hungria, República Checa e Bélgica. Nascida em Barquisimeto (Venezuela) estudou violino com o Prof. José Francisco del Castillo. A partir de 1989 estudou com Rony Rogoff e em 1995 realizou estudos na European Mozart Academy, em Cracóvia (Polónia). Durante vários anos fez parte da Orquestra Sinfónica de Lara (Venezuela) como concertino adjunto. Foi concertino da Orquestra do Norte. Gravou dois CD com duos para Violino e Viola com Pedro Saglimbeni Muñoz, e, com a Orquestra Gulbenkian o concerto em Sol maior de Mozart no ano das comemorações dos 50 anos da orquestra.

Violinista venezuelana, membro da Orquestra Gulbenkian desde 1996.

Fundadora e directora artística da Camerata Atlântica, é também professora de violino na Escola Superior de Música de Lisboa. Em Portugal tem desenvolvido um trabalho dinâmico com os jovens, nomeadamente como cofundadora da Orquestra Geração; como tutora, desde 2013, do Estágio Gulbenkian para Orquestra; como criadora e diretora do Concurso Nacional de Cordas Vasco Barbosa e como tutora de cordas da Orquestra Sinfónica Juvenil e da Nova Ópera de Lisboa.

Ana Beatriz Manzanilla formou-se no El Sistema de Orquestras Juvenis da Venezuela.

 

ARTWAY, Lda. - Agenciamento & Produções Artísticas | Rua Ribeiro de Sousa, 401, 4250-408 Porto - PORTUGAL | geral@artway.pt

ARTWAY, Lda. © 2011 - 2016 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS